Mural na pirâmide Núbia retrata um "gigante" carregando dois elefantes

27/07/2021

As pirâmides da Núbia estão localizadas na cidade de Meroë, antiga capital do Reino de Kush. Nessas estruturas existe um antigo mural onde um gigante é visto levantando dois elefantes.

No cemitério real do antigo Reino de Kush, há um grupo de 50 pirâmides feitas de arenito e tijolo vermelho.

Muitas delas estão em ruínas, culpa do tempo e dos saqueadores. As decorações nesses monumentos falam muito sobre como era o reino. No entanto, há um que é especialmente impressionante.

O gigante do antigo mural

As diferentes pirâmides encontradas na cidade de Meroë tornam-na uma atração realmente surpreendente. Entre elas estão as famosas pirâmides da Núbia.

Pirâmides Núbias

Este depósito foi descoberto por europeus em 1821, graças ao mineralogista francês Frédéric Cailliaud. O mais interessante dessas pirâmides está em relevos e pinturas das câmaras mortuárias.

O que mais assombrou os especialistas foi o antigo mural que representa um gigante de enormes proporções levantando dois elefantes.

Os traços deste personagem não são característicos da área, mas caucasianos. Muitos teóricos sugeriram que esta é a prova de que gigantes vermelhos e brancos habitavam a Terra.

Esta teoria já existe tem muito tempo, quando o historiador romano Josefo Flavio, escreveu que a última raça de gigantes egípcios viveu no século XIII a. C., durante o governo de Josué.

Flávio escreveu que eram enormes, seus rostos evocavam medo, assim como sua voz trovejante, que comparavam ao rugido de um leão.

Imagem do mural da pirâmide Nubia

Isso é presumido pelas diferentes pinturas encontradas no antigo Egito, onde os construtores das pirâmides são representados como gigantes.

Os especialistas acreditam que essas pessoas tinham mais de 5 metros de altura e podiam levantar até 4 toneladas de blocos.

Algumas dessas pinturas também mostravam reis gigantes governando o Egito. Outros mostram pessoas comuns, muito pequenas em comparação com tais gigantes.

Esta teoria pode ser confirmada com uma descoberta em 1988. Gregor Spoerri, um empresário suíço e apaixonado pela história do antigo Egito, encontrou um dedo gigante após se encontrar com ladrões de túmulos.

Gigantes brancos em outras culturas

O aparecimento de "gigantes caucasianos", como no antigo mural das pirâmides da Nibua, também é mencionado em outras culturas.

Os Paiutes, uma antiga tribo norte-americana nativa de Nevada, têm uma tradição oral que relacionam aos colonos.

Isso inclui uma raça de indivíduos gigantes, de cabelos brancos e ruivos, conhecidos por seus ancestrais como "Si-Te-Cah", que habitavam uma antiga caverna.

O povo indígena Choctaw também conta lendas onde seus ancestrais lutaram contra uma raça de gigantes caucasianos que habitava o território que hoje é o Tennessee.

Até os primeiros colonos que chegaram à América do Sul, disseram que na região da Patagônia, viram um povoado de gente alta, branca e ruiva.

Todas essas lendas, incluindo a do antigo mural da pirâmide núbia, podem ter uma origem comum; Atlantida.

Historiadores, teóricos e pesquisadores alternativos sugeriram uma hipótese sobre os sobreviventes do cataclismo. Estes teriam fugido para diferentes regiões do mundo, onde se estabeleceram e criaram diferentes civilizações, com base no antigo conhecimento atlante.

Este mural antigo é uma representação de um gigante atlante? Os historiadores asseguram que todas essas histórias são simples mitologia; no entanto, é surpreendente que tantas culturas ao redor do mundo sem nenhuma ligação tenham lendas tão semelhantes. 

ATENÇÃO: Respeite o conteúdo do SITE, não copie sem autorização (conteúdo 100% protegido)