Misteriosas câmaras criadas na rocha são achadas em um penhasco em Abydos, Egito!!

23/04/2021

Quanto mais o tempo passa mais descobertas são feitas ao redor do mundo; essas incríveis descobertas nos ajudam a aprender mais sobre nosso passado e montar uma imagem cada vez mais nítida de como nossa civilização evoluiu ao longo do tempo!!

Uma equipe da missão arqueológica que opera na região do planalto desértico a oeste de Abydos, Alto Egito, encontrou um grupo de aberturas espalhadas no lado mais alto de um penhasco - o que é sem duvida bastante incrível.

O Dr. Mustafa Waziri, Secretário-Geral do Conselho Supremo de Antiguidades, falou que essas aberturas e entradas estão na área do vale sagrado ao sul do cemitério real de Umm al-Qa'ab, e sua antiguidade remonta à era ptolomaica (323 -30 AC).

Após um estudo super detalhado, descobriu-se que essas entradas levam a câmaras

escavadas na rocha, que têm aproximadamente quatro metros de altura, e que a maioria varia entre 1 e 2 quartos - embora existam alguns com 3 e outro grupo constituído por até cinco salas conectadas entre si por fendas bem apertadas cortadas nas paredes.

Mohamed Abdel-Badi, chefe do Departamento Central de Antiguidades do Alto Egito e chefe da missão, falou que essas surpreendentes salas não possuem nenhum tipo de decoração e estão localizadas sobre profundos poços verticais ligados a túneis de água natural.

Da mesma forma, o especialista disse que muitos deles contêm fragmentos de cerâmica, bancos, terraços além de uma série de pequenos orifícios nas paredes..

A missão também achou uma sala com inscrições contendo os seguintes nomes: Khuusu-n-Hor, sua mãe Amenirdis e sua avó Nes-Hor.

Por sua vez, o Dr. Matthew Adams, do New York University Institute of Fine Arts e codiretor da North Abidos Mission, disse que estas câmaras provavelmente não são cemitérios, pois não há indícios de que tenham sido utilizadas para algum enterro.

No entanto, sua presença no vale sagrado ao sul do cemitério real de Umm al-Qaab (que no pensamento egípcio antigo era o caminho para o outro mundo) e sua localização em um nível alto e de difícil acesso do penhasco, podem indicar que essas construções tiveram uma grande importância religiosa.