Misteriosa passagem subterrânea em Puno, Peru, será enfim explorada e estudada: "Temos informações de que o caminho é longo"

26/11/2021

Uma passagem subterrânea misteriosa em uma ilha em Puno, Peru, será enfim aberta e explorada por estudiosos. Sem dúvida, muitas descobertas de grande importância poderiam ser feitas nessas rotas subterrâneas que conectam vários territórios.

As autoridades vão abrir esta caverna subterrânea com a ajuda da Câmara Municipal de Puno. A chinkana era uma passagem que, segundo histórias antigas, levava a outras cidades.

As autoridades da ilha de Amantani, na província de Puno, encontraram a localização de uma chinkana ou passagem subterrânea. Agora planejam sua inauguração, que será financiada pela Prefeitura Provincial de Puno.

De acordo com as autoridades, a caverna data do período pré-incaico e fica no pátio onde funcionava até anos atrás a delegacia de polícia da região, próximo à Praça de Armas da cidade.

Os ilhéus encontraram o local exato pela versão oral dos habitantes mais antigos da ilha. Eles disseram que seus ancestrais entraram no interior para se mudar para outros lugares como Cusco.

O vice-governador da comunidade, Dario Pacompía Cari, disse ao La República que seu pai, quando era criança, depois de descer as escadas, entrou e avançou cem metros em linha reta, e até disse que era possível continuar descendo muito mais.

Pacompía Cari disse:

"Temos informações de que o caminho é longo."

Passagem subterrânea escondida

Esse caminho escondido está completamente coberto de pedras e terra. De acordo com vários historiadores, esses trechos eram comuns no império inca. Eles os usavam como meio de fuga, condutos para pontos cerimoniais ou conectavam uma determinada localidade a outros pontos geográficos importantes.

Os ilhéus, durante anos, queriam encontrar a localização exata da passagem. Eles sempre acreditaram que o local poderia se conectar com a cidade perdida submersa sob o lago Titicaca. Outras histórias falam que poderia se conectar com Cusco.

Todas essas dúvidas serão esclarecidas quando sua extensão real e os mistérios que ela contém forem descobertos e talvez revelados ao publico - se o governo não ocultar qualquer descoberta da grande população.

O lugar exato é cercado por quartos e paredes de pedra. Segundo o prefeito de Amantani, o local era conhecido como Inka Sala.

O prefeito de Puno, Martín Ticona, garantiu que já têm um antropólogo e um arqueólogo que se encarregarão de reabrir a estrada escondida. Ele especificou que tudo o que resta é obter as respectivas licenças.