Imagens de dentro de pirâmides que mostram por que não eram tumbas...

24/03/2021

De todas as pirâmides do planeta, as construídas no Egito são de longe as mais misteriosas e incríveis. Não é apenas porque sabemos tão pouco sobre as estruturas, mas sim porque essas construções maciças são literalmente encontradas espalhadas por todo o Egito.

Os egiptólogos sustentaram, durante a maior parte da pesquisa acadêmica, que os antigos faraós egípcios construíram pirâmides, começando com o Faraó Djoser como tumbas.

Dizem que, começando com o Rei Djoser, e seu arquiteto real Imhotep, a construção das pirâmides foi iniciada abruptamente no Egito. Antes das pirâmides serem construídas no Egito, os Faraós e a realeza foram enterrados em estruturas massivas chamadas mastabas.

A mastaba ou pr-djt, que significa casa da eternidade ou casa eterna no egípcio antigo, era um tipo de tumba egípcia. Tinha um formato retangular, com lados inclinados para dentro, coberto com um telhado plano e feito de tijolos de barro que foram recolhidos do rio Nilo.

A ideia de que os faraós e a realeza foram enterrados dentro das tumbas de mastaba faz sentido apenas por causa do antigo significado egípcio da palavra mastaba (pr-djt): a casa da eternidade ou casa eterna.

Mastabas foram construídas durante o período pré dinástico do Egito e no Império Antigo. E mesmo quando as pirâmides começaram a ser construídas, também durante o Império Antigo, os antigos egípcios não paravam de construir mastabas como locais de descanso eterno.

Em resumo, o processo de construção da mastaba continuou por milhares de anos, mesmo depois da construção de varias pirâmides.

Assim como muitas outras estruturas e edifícios no antigo Egito, os edifícios mastaba evoluíram ao longo do tempo ganhando algumas variações.

Este fato histórico é uma evidência no planalto de Gizé, que apresenta pelo menos 150 tumbas de mastaba que foram construídas ao lado de pirâmides.

Se os faraós construíram pirâmides como tumbas, por que a nobreza não construiu pirâmides para si, apenas em uma escala menor? Por que não vemos pirâmides menores espalhadas pela paisagem, usadas para tumbas? Em vez disso, vemos um pouco mais de cem pirâmides espalhadas - sendo que haviam muitos da nobreza.

A razão exata para as pirâmides e seu verdadeiro propósito, que foi identificada como uma tumba pela historia tradicional, continua a ser debatida até hoje.

Os estudiosos ofereceram inúmeras explicações. Alguns especialistas argumentam que a pirâmide representou não mais do que um desenvolvimento arquitetônico, uma evolução do estilo de construção de tumbas.

Mas se for esse o caso, por que as mastabas continuaram a ser construídas em todo o Egito, mesmo depois que a última pirâmide foi construída no Egito?

A resposta continua a nos escapar, enquanto os especialistas tradicionais mantêm as pirâmides como locais de descanso eterno para os faraós.

Mas se voltarmos para o interior das pirâmides, encontraremos numerosos achados controversos.

Se as pirâmides foram realmente construídas como tumbas, por que foram deixadas completamente vazias de quaisquer símbolos, representações ou hieróglifos?

Veja um exemplo da Grande Pirâmide de Gizé. Acredita-se que essa estrutura tenha chegado a uma altura de 146,7 metros, com um volume total de 2.583.283 metros cúbicos (91.227.778 pés cúbicos).

Hoje, sem seu cume e pedras de revestimento, a Grande Pirâmide de Gizé atinge o céu a uma altura de 138,8 metros.

Não era apenas a maior pirâmide já construída, mas também a mais complexa. Os arqueólogos afirmam que, para construir a Grande Pirâmide, seus construtores usaram 5,5 milhões de toneladas de calcário, 8.000 toneladas de granito (de Aswan) e mais de 500.000 toneladas de argamassa.

Acredita-se que o arquiteto Hemiunu projetou e planejou a Grande Pirâmide, e ele fez questão de criar uma estrutura que permaneceria como a pirâmide mais original já construída no Egito.

A Grande Pirâmide de Gizé é a única pirâmide do Egito com oito lados. Especialistas revelaram que a precisão do acabamento da pirâmide é tal que os quatro lados da base apresentam um erro médio de apenas 58 milímetros de comprimento.

A Pirâmide de Khufu foi projetada com seus lados orientados quase exatamente ao norte verdadeiro. Em geral, e antes de construir as fundações das pirâmides da quarta dinastia em Gizé, os trabalhadores certificaram-se de que as partes principais dos complexos da pirâmide se alinhariam. Essa necessidade de orientação e nível de precisão não era vista antes das pirâmides da quarta dinastia.

Um interior frio

Os construtores certificaram-se de que as pirâmides do Egito eram estruturas dignas de Deuses, quanto mais de Faraós. Então, por que eles criaram pirâmides tão lindas e cuidadosamente construídas por fora e decidiram não fazer o mesmo com a estrutura por dentro?

Certamente, eles eram capazes de imitar a beleza do exterior da pirâmide e copiá-la para o interior da estrutura, como vemos em muitos outros templos e estruturas no geral.

Hoje, o interior das pirâmides é frio, escuro e indigno de ser chamado de tumba de um Faraó. Logo podemos supor que talvez elas poderiam ser usadas para outra coisa..

Seriam elas algum tipo de maquina que funcionava no passado como muitos especialistas acreditam??

Respeite o conteúdo do site, não copie sem permissão