Ilha Barsa-Kelmes: O lugar mais anômalo do mundo segundo pesquisadores e teóricos??

26/05/2021

Barsa Kelmes é uma antiga ilha localizada no Mar de Aral. Em 1980, cobria 133 km²; no entanto, quando o nível do mar baixou, ele cresceu continuamente e deixou de ser uma ilha.

É uma das quase 1.500 ilhas do Mar de Aral, na Ásia Central, mas nenhuma outra é tão enigmática neste pedaço de terra.

Na língua de origem cazaque, seu nome significa "terra sem volta", e esse nome nos sugere muitas coisas... Hoje, a ilha está abandonada, seus últimos habitantes partiram há várias décadas. O local está envolto em uma névoa densa e permanente, mantendo as coisas estranhas que acontecem lá escondidas da humanidade.

As criaturas de outra linha do tempo vivem lá?

A ilha é habitada por criaturas aparentemente incomuns que parecem vir de outra linha do tempo.

Os residentes afirmam ter visto pássaros enormes ao redor da ilha, cobras marinhas que nadam nas águas perto deles e bestas gigantes de pescoço comprido às vezes emergem da névoa.

Desaparecimentos

Muitos dos que se aventuraram pela ilha ou ao redor dela desapareceram, para nunca mais serem vistos.

A ilha de Barsa Kelmes: é atormentada por algo mais do que estranho e por uma série de fenômenos inexplicáveis ​​que acontecem ali o tempo todo. Ali os relógios param, as agulhas das bússolas apontam para todas as direções, avistamentos de luzes são observadas entre outras coisas.

Um pouso de emergência

Dois pilotos conseguiram fazer um pouso de emergência e em sua última comunicação por rádio, os homens descreveram um objeto elíptico flutuando silenciosamente para dentro e para fora da névoa, inspecionando o avião.

Depois disso, nada mais foi gravado, apenas o silêncio completo do rádio. Não querendo perder outro avião, as autoridades enviaram em seguida um tanque preso a um longo cabo de metal.

A tripulação foi instruída a não sair do veículo e a manter os canais de comunicação abertos o tempo todo. Eles conseguiram fazer isso por um curto período de tempo, mas então o rádio mais uma vez ficou em silêncio.

O tanque foi enviado para uma base temporária estabelecida na costa. Ele estava completamente vazio e coberto com uma substância muito parecida com gelo. As amostras foram enviadas para um laboratório em Moscou, mas os pesquisadores que as examinaram não puderam identificar a substância incomum.

Investigação científica

No final dos anos 1980, o mecânico de um navio chamado Timur Dzholdasbekov descreveu que tropeçou em uma base militar durante uma de suas viagens ao enigmático local. Ele disse que no dia seguinte, ele voltou com um amigo, e descobriu que os prédios que estavam lá haviam desaparecido repentinamente.

Planos foram traçados para uma expedição científica a Barsa Kelmes em 1991, mas o colapso da União Soviética trouxe outras preocupações e o projeto foi retirado.

Uma base alienígena?

Incidentes como esses tornam à ilha um local-chave do fenômeno OVNI, convencendo muitos pesquisadores de fenômenos estranhos, que o lugar é o lar de uma base alienígena.

O ufólogo russo Vadim Chernobrov estudou os mitos em torno de Barsa Kelmes e suspeita de que a névoa poderia ser algum tipo de mecanismo avançado de defesa contra intrusões indesejadas. Falando em intrusão, o acesso à ilha é estritamente restrito.

Lenda antiga

Diz a lenda que, no século 13, a ilha foi usada como refúgio por residentes que tentavam escapar da invasão mongol. No entanto, quando os refugiados voltaram para casa, eles ficaram surpresos ao ver que seu país havia mudado, como se eles tivessem estado fora por décadas, quando apenas alguns meses haviam se passado.

Outro incidente semelhante ocorreu em tempos mais recentes. A ilha era mais quente do que seus arredores e, durante um inverno particularmente rigoroso em 1959, alguns habitantes do Cazaquistão pensaram que seria uma boa ideia usá-la como um santuário de inverno.

Mas quando chegou a primavera, eles não voltaram, seus parentes criaram um grupo de busca, mas quando chegaram à ilha, metade permaneceu na costa, enquanto a outra metade seguiu para o interior. Os dias passaram sem nenhum sinal de quem entrou, por isso o resto do grupo resolveu chamar as autoridades.

É evidente que existem muitas histórias e mistérios em torno de Barsa Kelmes e que sugerem que se trata de um lugar cheio de enigmas, e embora não tenhamos plena certeza da existência de um portal para outra dimensão ali, sabemos que é um porta para um lugar que reúne os maiores mistérios deste mundo.

Ocultamento...?? Conclusão

Foi levantada a possibilidade de alguns acontecimentos terem sido criados por escritores e jornalistas só para aumentar o interesse. No entanto aparentemente não existe nenhuma fonte credível para oficializar essa versão até hoje, mas sim rumores. 

Muitos dos acontecimentos relatados vem de muitos e muitos anos atrás, passando de boca em boca entre os povoados locais, antes mesmo de qualquer interesse jornalístico sobre o caso.

Caso tenham ocorrido exageros após escritores e jornalistas ficarem sabendo dos eventos sem explicação divulgando matérias exageradas, isso não mudaria o fato do local ser uma fonte de grandes anomalias na Terra. 

Mas tire suas próprias conclusões sobre o caso...