História: Da Vinci projetou uma fascinante escada em dupla hélice no Castelo de Chambord

31/07/2021

Uma das características arquitetônicas mais impressionantes do castelo renascentista francês de Château de Chambord é sua famosa escadaria em dupla hélice. O design deste elemento é popularmente atribuído ao renomado polímata da Renascença italiana, Leonardo da Vinci.

O Château de Chambord é um castelo localizado no Vale do Loire, no departamento francês de Loir-et-Cher. A construção do Castelo de Chambord começou durante o século 16 e é um arquétipo do estilo arquitetônico conhecido como "Renascimento francês", que floresceu entre os séculos 15 e 17 na França.

Comissionamento do Castelo de Chambord

A construção do Castelo de Chambord foi encomendada em 1519 por Francisco I, Rei da França. Inicialmente, o castelo deveria servir como pavilhão de caça do rei, onde ele ficaria por várias semanas durante cada visita e, portanto, não foi projetado para servir como residência permanente.

No entanto, Francisco era um grande amante das artes e o Château de Chambord, apesar de ser uma residência temporária, foi elevado à categoria de uma maravilha arquitetônica. O orgulho de Francisco pelo Castelo de Chambord é evidente, já que ele o exibiu aos soberanos e embaixadores visitantes, incluindo seu grande inimigo, o Sacro Imperador Romano, Carlos V, que visitou o castelo em 1539.

Foi calculado que entre o início da construção do castelo até a morte de Francisco em 1547, o rei passou apenas 72 dias no Château de Chambord. No momento da morte do rei, apenas a torre de menagem e a ala real haviam sido concluídas.

Mas a morte de Francisco não impediu a construção do Château de Chambord. As obras no castelo continuaram durante o reinado de Henrique II, o sucessor de Francisco. No entanto, foi apenas durante o século 17, quando a França estava sob o governo de Luís XIV, que o Castelo de Chambord foi finalmente concluído.

Escadaria do Castelo de Chambord

O Château de Chambord é significativo do ponto de vista arquitetônico por uma série de razões. Por exemplo, hoje é o maior castelo renascentista no Vale do Loire. Além disso, este castelo é considerado um dos melhores exemplos da arquitetura renascentista francesa, um estilo que sucedeu à arquitetura gótica e, por sua vez, foi sucedido pela arquitetura barroca. A característica arquitetônica mais conhecida do Castelo de Chambord, no entanto, é sua escada em dupla hélice.

Em essência, esta escada consiste em duas escadas em espiral entrelaçadas que vão até o terraço do castelo. Em termos práticos, este projeto permitiria aos visitantes do castelo subir e descer sem obstruções. Uma escada pode ser usada por quem sobe, enquanto a outra por quem desce, e as duas partes não se chocam. Além disso, este era o local onde a corte real francesa se posicionava quando recebia convidados importantes no castelo ou quando assistiam às festividades.

Uma das curiosidades mais citadas sobre a escada em dupla hélice no Castelo de Chambord é que ela foi projetada pelo próprio grande polímata da Renascença, Leonardo da Vinci. Sabe-se que em 1516, Leonardo da Vinci entrou ao serviço de Francisco e se estabeleceu no Château du Clos Lucé, outro castelo do Vale do Loire.

O grande polímata viveria lá até sua morte em 1519. Com uma mente tão brilhante vivendo nas proximidades, não é muito difícil imaginar que esta escada engenhosa foi projetada por Leonardo da Vinci. Alguns até sugeriram que Leonardo da Vinci foi responsável pelo projeto original do castelo também. No mínimo, há algum consenso de que Leonardo da Vinci influenciou o projeto da escada em dupla hélice do castelo.

Hoje, o Castelo de Chambord é um destino turístico popular e sua escada de dupla hélice é, sem dúvida, um dos destaques. É quase certo que os visitantes que vissem esta escada hoje ficassem maravilhados com ela da mesma maneira que aqueles que tiveram a sorte de vê-la quando o castelo era propriedade dos reis da França.

Fonte: Ancient Origins