Gigantes e seres de origem não identificada foram registrados pelos antigos...

12/08/2021

Presume-se que os homens primitivos não tinham a capacidade de imaginar esse tipo de arte, eles desenharam o que viram: "Uma das imagens parece mostrar um alienígena acompanhando seres humanos em direção a um objeto oval, semelhante a uma pequena nave."

As pinturas rupestres (existentes em varias partes do mundo) têm sido uma grande fonte de informação muito significativa para compreender o estilo de vida e o pensamento dos primeiros seres humanos.

Alguns nos mostram cenas muito fáceis de interpretar, como homens caçando ou famílias inteiras em um assentamento. Outros, como os encontrados no planalto de Tassili n'Ajjer, no sul da Argélia, são um grande enigma para os estudiosos.

Para ver de perto o que é para muitos o maior museu de arte pré-histórica de todo o planeta, é necessário viajar até as áridas planícies do deserto do Saara. Especificamente no sul da Argélia, 700 metros acima do nível do mar, fica o planalto de Tassili.

Atravessando várias falésias é possível chegar a uma das mais antigas fontes de informação sobre a vida terrestre primitiva. O passar dos anos e a poderosa força dos elementos foram responsáveis ​​por tornar a estrada um caminho quase inacessível. Você pode observar formações rochosas que parecem sentinelas de pedra gigantes.

É exatamente nesse local que entram em cena cavernas e mais cavernas repletas de mais de 1.500 pinturas rupestres datadas de 10 a 15 mil anos.

Acredita-se que tenham sido feitas por humanos que habitaram o local durante o Paleolítico Superior e o Neolítico. Algumas pinturas fazem sentido, mas outras são intrigantes, fazendo você ficar pensando por horas e mais horas no real significado.

Em primeiro lugar, tudo que é encontrado neste local isolado confirma o que já se acreditava sobre o deserto do Saara: no passado, este local estava repleto de vida. Uma maravilhosa variedade de espécies vegetais e animais coexistiram, assim como em muitos outros lugares da África e do mundo.

Flores, olivais, ciprestes e outros exemplares cresceram num ambiente fértil e animado: é o que parecem indicar os desenhos em saliências e rochas. Além disso, a fauna do momento já era composta por antílopes, leões, avestruzes, elefantes e rios cheios de crocodilos. Sem dúvida, um cenário muito diferente do que se vive hoje no Saara.

Da mesma forma, nas mais de mil representações primitivas encontradas em Tassili é possível observar o ser humano em suas atividades diárias. Homens caçando, nadando e cultivando a terra, além de outros momentos do cotidiano de uma sociedade ancestral. Nada de estranho para muitos cientistas e pesquisadores que visitaram este verdadeiro livro de pedras.

Agora, existem alguns detalhes intrigantes que podem ser claramente percebidos até mesmo pelas mentes mais incrédulas. Em primeiro lugar, a tonalidade das pinturas é muito mais variada do que a comumente usada naquela época. As cenas de arte rupestre do mesmo período não são tão coloridas como as encontradas nesse local.

Mas o mais chocante e difícil de acreditar são as pinturas que parecem representar seres com capacetes e roupas de mergulho, muito semelhantes aos astronautas modernos.

Além disso, algumas imagens mostram seres humanoides com grandes cabeças circulares e membros desproporcionalmente grandes.

No fundo da imagem podemos ver uma pessoa comum, já em destaque, na frente, vemos um ser com uma cabeça bem maior e alongada.

Tudo parece indicar que essas pinturas surpreendentes e enigmáticas confirmam que, em um passado remoto, seres de outros mundos visitaram o nosso planeta.

Um misterioso ser gigante, e bem ao lado dele podemos ver uma possível 'criança' sendo levada por algo ou alguém. Curiosamente os seres ao redor desse gigante (alguns deles) também não parecem humanos

Para começar, presume-se que os homens primitivos não tinham a capacidade de imaginar esse tipo de arte. Em vez disso, eles apenas desenharam o que viram e isso faz parte de suas memórias.

É possível que todo esse conglomerado de pinturas rupestres seja o mais antigo testemunho do encontro entre duas culturas: o homem e os seres de outros mundos.

De fato, uma das imagens parece representar um grupo de alienígenas acompanhando alguns seres humanos em direção a um objeto oval, semelhante a uma pequena nave (imagem acima).

Para alguns pesquisadores que visitaram o local, é claro que os primeiros artistas viram algo fora do comum e deixaram evidências visuais disso. Essas imagens de seres com grandes cabeças circulares não representam outra coisa senão os 'deuses de origem desconhecida de Tassili'.

ATENÇÃO: Respeite o conteúdo do SITE, não copie sem autorização (conteúdo 100% protegido)