Enorme muralha antiga descoberta no Irã pertence a uma civilização antiga desconhecida: É visivel do Espaço!!

17/03/2021

A antiga parede se estende por mais de 100 quilômetros. Foi construído com cerca de 1 milhão de metros cúbicos de pedra e é visível em imagens de satélite do espaço.

Uma descoberta interessante foi feita no Irã. Os arqueólogos identificaram os restos de uma enorme parede de pedra antiga a oeste do Irã, com um comprimento semelhante ao da famosa muralha de Adriano construída pelos romanos na Inglaterra. No momento, não se sabe o que exatamente a civilização a construiu, embora os especialistas digam que a parede é muito antiga.

Os arqueólogos descobriram os restos da antiga muralha em Sarpol Zahab (Kermanshah), perto da fronteira com o Iraque.

Uma enorme parede antiga visível do espaço

A enorme parede mede aproximadamente 115 quilômetros (71 milhas) de comprimento e se estende de norte a sul - das montanhas de Bamu a uma área perto da cidade de Zhaw Marg. A construção da parede teria sido um projeto desafiador nos tempos antigos , e os especialistas estimam que mais de 1 milhão de metros cúbicos de pedra foram usados ​​em sua construção. Em comparação, o volume total da Grande Pirâmide de Gizé foi estimado em cerca de 2.583.283 metros cúbicos.

"Com um volume estimado de 1 milhão de metros cúbicos de pedra, sua construção teria exigido recursos abundantes em termos de trabalho, materiais e tempo", escreve Sajjad Alibaigi , um Ph.D. estudante do departamento de arqueologia da Universidade de Teerã, em artigo publicado na revista Antiquity .

Várias peças de cerâmica encontradas ao longo desta parede sugerem que a parede pode ser rastreada até um período entre o quarto século a.C.

Uma parede há muito perdida

"Restos de estruturas, agora destruídas, são visíveis ao longo da parede e podem estar associadas a torres ou edifícios." Os arqueólogos também revelaram que a estrutura "foi construída com materiais locais, como pavimentação, pedras e argamassa de gesso".

"O percurso da parede parece ter sido determinado pela topografia da área e frequentemente atravessa cumes de montanhas, atingindo alturas significativas."

Embora a existência da parede fosse desconhecida dos arqueólogos, aqueles que moram nas proximidades sabem da existência da parede há muito tempo, passando a conhecê-la pelo nome de "Parede de Gawri ou Parede de Gawri Chen".

Devido ao mau estado de conservação da parede, os investigadores não têm a certeza de quem construiu a estrutura e para que finalidade. Na verdade, eles nem mesmo têm certeza de sua largura e altura exatas - a melhor estimativa é de cerca de 4 metros de largura por 3 metros de altura.

Seu propósito exato também permanece envolto em mistério.

"Também não sabemos se era uma estrutura defensiva ou simbólica", diz Alibaigi, observando que talvez marcasse a fronteira de um antigo império, como os partos (que floresceram entre 247 aC e 224 dC) ou os sassânidas ( AD 224-651).

Sabe-se que esses dois impérios antigos construíram no oeste do Iraque grandes castelos, enormes assentamentos, cidades e sistemas de irrigação. Devido ao extenso comprimento da parede e ao número de recursos necessários para sua construção, qualquer um dos antigos impérios pode provavelmente ter participado de seu processo de construção.

Com base no registro arqueológico da região , a construção de uma parede tão grande só teria sido possível a partir do período parta (século III aC), mas muitos especulam que seria significativamente mais antiga. Talvez um tempo que quebre a historia tradicional

Esta misteriosa estrutura antiga não é a única descoberta no Irã. Pesquisas arqueológicas anteriores revelaram várias estruturas antigas semelhantes nas partes norte e nordeste do país. No entanto, essas paredes eram muito menores em escala e eram usadas como estruturas defensivas.

Respeite o conteúdo do site, não copie sem autorização