Atlântida vs. Lemúria?? história oculta de uma guerra de mais de 10.000 anos atrás

28/04/2021

Sinais estranhos estavam aparecendo no céu... Um sol vermelho e um caminho negro se cruzaram."

A guerra entre a Lemúria e a Atlântida: civilizações avançadas da antiguidade. Os atlantes foram manipulados pelos Anunnaki.

Nesta história oculta de mais de 10.000 anos atrás, que aparece em livros como 'As Crônicas de Akakor', os continentes perdidos da Lemúria e Atlântida afundaram devido a uma guerra nuclear causada pelos próprios Anunnaki que influenciaram os Atlantes a governar. cidades. Isso gerou uma catástrofe mundial, mas havia sobreviventes lemurianos e atlantes.

Ambos os continentes seriam encontrados na superfície oceânica até 10.000 anos atrás. A Lemúria estaria localizada no Oceano Pacífico e a Atlântida no Atlântico.

Antiga História Oculta da Atlântida e da Lemúria

Em 'The Chronicles of Akakor', Karl Brugger afirma que ambos os continentes foram o lar de duas raças de deuses, duas civilizações mais avançadas do que a atual. Eles entraram em conflito, desenvolvendo assim uma guerra com aeronaves e antigas armas nucleares. No final, ambos os continentes afundaram devido a esta guerra catastrófica. Citação do livro de Akakor:

"(...) O crepúsculo cobriu a superfície da Terra. O sol ainda estava brilhando, mas uma névoa acinzentada, grande e poderosa, estava começando a obscurecer a luz do dia. Sinais estranhos estavam aparecendo no céu... Um sol vermelho e um caminho negro se cruzaram. Preto, vermelho, os quatro cantos da Terra eram vermelhos... As duas raças de deuses começaram a disputar. Eles queimaram o mundo com calor solar e tentaram tirar energia uns dos outros... O curso dos rios foi alterado, e a altura das montanhas e a força do sol mudaram. Houve continentes que foram inundados ... "

Algumas tábuas enigmáticas hindus encontradas por James Churchward em 1868 falam sobre a Lemúria. Ele, junto com o Sumo Sacerdote do templo, interpretou que as tábuas falavam da desaparecida terra de Mu, onde os Naacales ou Santos Irmãos viviam. De acordo com as tabuas, Mu afundou cerca de 12.000 anos antes da era atual e a Ilha de Páscoa, junto com outras ilhas na Polinésia, são remanescentes de Mu ou Lemúria.

O livro The Visitors de J.J. Benítez narra a abdução alienígena do cientista Daniel W. Fry em 4 de julho de 1959. Na nave, os alienígenas lhe contaram que seus ancestrais viviam na terra de Mu e que havia outra civilização avançada (Atlântida). Os cientistas atlantes "aprenderam a lidar com a energia atômica com mais habilidade do que vocês atualmente". Ele também mencionou um desastre com armas que era iminente.

História Alternativa dos Atlantes vs. Lemurianos: catástrofe nuclear

Edgar Cayce, um médium americano, recebeu mensagens telepáticas de alienígenas de Cassiopea. Suas informações dizem que os atlantes viveram desde os tempos antigos. Eles fizeram viagens espaciais e até tiveram bases em vários planetas como Marte. Além disso, eles possuíam uma tecnologia misteriosa para coletar energia do cosmos por meio de cristais enormes.

Diferentes informantes dizem que os atlantes eram humanos avançados e benevolentes que caíram no mal, enquanto outros propõem que eles vieram de outro sistema solar e que já possuíam uma genética que os predispunha a serem frios e cruéis.

Na primeira história, é dito que a partir de 210.000 a.C. eles viveram na Atlântida em paz e harmonia. No entanto, os alienígenas 'reptilianos' Anunnaki começaram a influenciá-los negativamente, especificamente os Altos Sacerdotes Atlantes.

Esses atlantes corrompidos se autodenominavam "Filhos de Belial" e aí começou o conflito com a Lemúria. Cerca de 25.000 anos atrás, esses Filhos de Belial começaram a discutir com os Lemurianos sobre como governar a Terra. A atlantida queria governar todas as outras tribos e civilizações do mundo.

Os Lemurianos preferiam que outros povos se desenvolvessem por conta própria, então eles ordenaram que os deixassem em paz. Essa decisão fez com que os Filhos Atlantes de Belial quisessem travar uma guerra contra a Lemúria, culminando em um plano para um bombardeio com armas nucleares.

Mudanças na Terra e reinicialização de civilizações

Isso causou um desastre, com a explosão de campos de gás subterrâneos. No final, mais de 60 milhões de Lemurianos morreram. Os sobreviventes se refugiaram em Agartha e posteriormente atacaram Atlantis. No entanto, o naufrágio daquele continente perdido deveu-se mais a uma série de desastres naturais. A Terra tornou-se instável como resultado das explosões nucleares excessivas dos Atlantes (por causa disso, o eixo da Terra mudou e os pólos começaram a mudar).

Muitos atlantes buscaram refúgio em Agartha e em outros espalhados pelo mundo. Diz-se que estruturas pré-históricas, como círculos de pedra (Stonehenge), dolmens e geoglifos, são trabalhos atlantes, pois eles conheciam a tecnologia de levitação acústica para levantar pedras pesadas (além disso, em cavernas ao redor do mundo existem símbolos da Atlântida: os espirais, o crescente e a serpente).

Então, com o passar dos milênios e a Terra já se estabilizando, ambas as civilizações vieram à tona, recomeçando naquelas que conhecemos hoje como: Suméria, Egito, Índia, China, etc. Mais tarde, os reptilianos Anunnaki retornariam e nossa história que conhecemos começaria.

Os reptilianos assumiram o controle da Terra de uma forma secreta. Esta é uma história alternativa que transforma a história convencional, mas faz sentido por causa de tudo o que descobrimos sobre Atlântida, Lemúria e até mesmo a mitologia dos Anunnaki, incluindo as mudanças geológicas na Terra. Pode ser uma história verdadeira, mas a elite e as sociedades secretas a mantêm escondida.


Não COPIE sem autorização, material protegido!!!