Arqueologia Proibida: Anormalidades em seres humanos descritos nos mitos sumérios

28/03/2021

A região dos rios Eufrates e Tigre era conhecida pelos gregos como Mesopotâmia. Era uma área vasta, cheio de povos muito diferentes uns das outros. Suas crenças religiosas e cultura foram a origem de inúmeras lendas que são registradas hoje. Vamos ver um deles.

A deusa Inanna e sua importância para os sumérios

Inanna era conhecida pelos sumérios como a deusa-mãe da região. Ela foi descrita como a deusa da fertilidade, do amor e da guerra, e também se acreditava que era a fundadora da vida. Para os homens, Inanna era uma deusa que merecia honra e adoração.

Como esperado, a conhecida deusa inspirou a criação de sete templos distribuídos pela geografia suméria, cujo templo principal ficava na cidade de Uruk. Vale ressaltar que dos dois maiores templos existentes na época, um era dedicado à deusa Inanna.

A relevância de Enki e Eridu na geografia suméria

Claro, Enki também não era sem importância, pois se considerava o deus das águas frias, da fertilidade e da sabedoria. Segundo a lenda, Enki foi o responsável por dar vida aos seres humanos que habitavam a Terra. Além disso, era conhecido como o protetor dos marinheiros do local.

Enki também era respeitado por ser o guardião das leis divinas e das decisões importantes feitas por outros deuses. Ele era responsável pelas leis que regulamentavam as instituições sociais, práticas religiosas, atividades e o comportamento dos homens que permitiam uma civilização ordeira.

O objetivo principal de Enki era a criação de seres humanos e ele também levou outros deuses a fazerem o mesmo. Agora Enki desejava dotar suas criações com habilidades práticas e conhecimentos como agricultura. É interessante saber que a figura que representa Enki é a de um peixe com cabeça humana.

Eridu, a cidade de Enki e a mais antiga da região suméria

A cidade de Eridu era a cidade mais meridional da geografia suméria e, segundo eles, era a cidade mais antiga da região. Diz a lenda que foi o primeiro criado pelas mãos dos deuses. Este detalhe significativo explica porque os primeiros reis mitológicos vieram de Eridu.

A certeza da antiguidade desta cidade foi confirmada por um grupo de arqueólogos por volta do século XX. Diz-se que sua construção total data de 4.900 a 3.800 a.C.. Também é possível que nessa data a cidade já tivesse um templo dedicado a Enki e um cemitério com pelo menos 1000 túmulos.

Inanna e Enki e sua relação com humanos deformados

Como acontece com todos os seres humanos que já viveram, os sumérios se perguntaram a origem de sua existência. Na cultura suméria, essas perguntas foram respondidas. É por isso que um mito sumério ensina como Inanna e Enki originaram o homem na Terra.

Diz a lenda que os deuses estavam exaustos de gastar tanto tempo plantando alimentos para consumo e todo o trabalho que isso implicava. É por isso que Inanna e Enki decidem moldar uma figura de barro que Inanna daria à luz para criar homens que tornariam a vida mais fácil para eles.

O mito diz que um dia Inanna e Enki beberam muito álcool e acabaram em um conflito sério. Tanto é verdade que Inanna disse a Enki que ela era capaz de arruinar sua criação a qualquer hora que desejasse. Foi por essa razão que a deusa criou todos os tipos de humanos deformados. No entanto, Enki conseguiu distribuí-los correspondentemente por todo o mundo, dando-lhes um lugar e um propósito na sociedade.

Dessa forma, o mito sumério não só daria uma explicação sobre a criação e origem do homem, mas também responderia à existência de seres humanos com algum tipo de anormalidade, como muitos são achados em escavações.

Respeite o conteúdo do SITE, não copie sem autorização