Novas evidencias indicam que de alguma forma os antigos egípcios viajaram ao redor do globo... "Tinham tecnologia suficiente para isso!!"

18/02/2021

Teriam os antigos egípcios tecnologia para fazer viagens ao redor Globo??

Coca e tabaco foram encontrados em antigas múmias egípcias: esta é a prova definitiva de uma viagem transoceânica há 5.000 anos?

E se a antiga civilização egípcia fosse muito mais avançada do que jamais imaginamos? Afinal, eles são os legítimos proprietários de algumas das estruturas antigas mais impressionantes da superfície do planeta.

É difícil acreditar que eles poderiam ter construído navios que lhes permitiriam viajar para outros continentes?

De acordo com a análise de DNA realizada em múmias egípcias antigas, isso não pode ser simplesmente "outra teoria sem fundamento".

A Dra. Svetla Balabanova ficou totalmente descrente quando viu os resultados de seus próprios testes.

A prestigiosa médico alemão fora contratada para analisar várias múmias em busca de vestígios do uso de substancias nos governantes do antigo Egito.

O que ela encontrou foi considerado uma mudança na história.

Depois de analisar várias múmias egípcias antigas, os pesquisadores descobriram a presença de altos níveis de cocaína, nicotina e tetrahidrocanabinol em corpos que foram preservados por milhares de anos.

Com rigor científico, a Dra. Balabanova repetiu os testes várias vezes e enviou amostras para outros laboratórios para testes independentes.

Todas as análises sucessivas confirmaram os resultados iniciais.

As múmias egípcias antigas tinham altos níveis de cocaína, nicotina e tetrahidrocanabinol. Mas de onde os antigos egípcios conseguiram essas substâncias?

Apesar de encontrar evidências, a comunidade científica permaneceu cética, acusando os pesquisadores de terem sido incompetentes.

Eles começaram dizendo que as múmias eram falsas até que se provou sua autenticidade. Eles então argumentaram que estavam contaminados até que ficou demonstrado que é impossível contaminar.

Eles então alegaram que os experimentos não eram reproduzíveis até que um grupo independente de especialistas encontrou traços de cocaína e nicotina em outras múmias egípcias em um museu britânico.

Por fim, acabaram defendendo o indefensável: que o fumo e a coca não vieram da América do Sul, mas eram variedades raríssimas de origem africana.

O que as múmias nos contam é uma história intolerável para a história convencional hoje escrita, como aprendemos na escola.

A coca e o tabaco são, sem dúvida, nativos da América do Sul.

Como podemos explicar esses resultados controversos?

É possível que os antigos egípcios de alguma forma tenham viajado para o continente americano há milhares de anos?

Ou isso poderia ser prova suficiente de que uma civilização muito avançada existiu na Terra há milhares de anos? Uma civilização que tinha conhecimentos e tecnologias que nem os egípcios, nem os gregos, nem os romanos tinham naquela época?

Independentemente do que tenha sido, muitos autores concordam que esta é uma prova irrefutável de que os antigos egípcios tiveram contato com produtos originados de varias partes do globo.

Fonte